Captação do áudio

A cada episódio lançado você precisa passar por três etapas.


Planejamento – Produção – Publicação


Só depois que tudo estiver roteirizado; uma boa história com começo, meio e fim bem delimitados, personagens bem construídos, cada ruido planejado, trilha sonora escolhida.


Aí sim, você parte pra segunda etapa, a produção.


A produção começa com a captação de áudio.


A minha recomendação é começar a gravar, apenas quando tiver tudo bem planejado e idealizado.


A captação do áudio pode ser a gravação da voz do narrador e personagens e também a captação ou gravação dos ruídos e sonoplastia, como por exemplo, o bater de portas e janelas, passos na escada, som de passarinhos, etc.


Os ruídos e sonoplastia podem ser encontrados em bancos de áudio. Existem muitos bancos de áudio na internet. Eu costumo usar o freesound.org (Links)


Ou, se você preferir, ou mesmo, se não encontrar o ruído desejado, você pode gravar o próprio ruido. Pra gravar o próprio ruído eu recomendo os microfones portáteis da Zoom ou Tascam. (Links)


A captação de áudio é algo crucial na produção de um podcast. A captação tem que ser limpa, quase impecável. Se tiver que repetir o trecho gravado, repita.


Procure mandar pra edição, um material mais limpo possível. Isso ganha tempo e qualidade na edição. Claro que uma correção ou outra fazemos na edição, mas edição não faz milagres.


Priorize a captação do seu áudio. Se no planejamento está a alma do podcast, a produção e captação do áudio é o embrião... o corpo é o próprio episódio já publicado nas plataformas e agregadores.


Por isso, cuide muito bem do embrião, da semente do seu podcast. Cuide muito bem das condições de produção e captação do som.


Artigo de Marcelo Madeira

 

Participe da nossa Oficina de Narrativas


Saiba mais



0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo